You are currently viewing Empresas privadas comemoram decisão do STJ sobre cobertura dos planos de saúde 

Empresas privadas comemoram decisão do STJ sobre cobertura dos planos de saúde 

Empresas argumentam que rol da ANS é amplo e seguro

Empresas argumentam que rol da ANS é amplo e seguro
Marcello Casal Jr/Agência Brasil

Empresas privadas comemoraram a decisão do STJ (Superior Tribunal de Justiça), anunciada nesta quarta-feira (8), de desobrigar planos de saúde de cobrir tratamentos que estejam fora do rol da ANS (Agência Nacional de Saúde), como terapias e cirurgias. 

Para as instituições, representadas pela FenaSaúde (Federação Nacional de Saúde Suplementar), o entendimento é uma vitória que garante a segurança do paciente e a sustentabilidade dos planos de saúde. A entidade considera a decisão um sinal de respeito à ciência.

“Todo este arcabouço regulatório, preservado pela decisão do STJ, garante a sustentabilidade do sistema e beneficia tanto beneficiários quanto as empresas do setor, e mantém o modelo suplementar de assistência à saúde do brasileiro alinhado aos sistemas mais organizados e eficazes de todo o mundo”, diz a nota divulgada pela FenaSaúde. 

A entidade alega que nenhum paciente perderá acesso aos procedimentos, pois a decisão traz mais segurança, eficácia e assistência aos beneficiários de planos de saúde, não o contrário. 

“A decisão do STJ reconhece que os mecanismos institucionais de atualização do rol são o melhor caminho para a introdução de novas tecnologias no sistema”, informou a entidade.

Especialistas ouvidos pelo R7, no entanto, consideram que, na prática, a decisão vai inibir a população na sua busca por soluções jurídicas para ter direito a procedimentos negados pelos planos de saúde.

A decisão teve seis votos a favor do rol taxativo e considerou que a lista da agência denominava todas as obrigações de cobertura dos planos de saúde. 

 

Deixe um comentário