You are currently viewing Varíola do macaco: Portugal estuda vacinar contatos de infectados e profissionais de saúde

Varíola do macaco: Portugal estuda vacinar contatos de infectados e profissionais de saúde

Varíola do macaco pode ser transmitida pelo contato humano ou por animais

Varíola do macaco pode ser transmitida pelo contato humano ou por animais
Reprodução/Reuters

A DGS (Direção Geral de Saúde de Portugal) anunciou nesta quinta-feira (26) que está sendo estudada a possibilidade de se vacinar pessoas que tiveram contato com infectados pela varíola do macaco e profissionais de saúde.

O órgão confirmou hoje que foram detectados no país o total de 58 casos da doença, com a notificação de mais nove nas últimas 24 horas.

De acordo com o balanço apresentado nesta quinta-feira pela DGS, todos os infectados confirmados são homens, com idades variando de 23 a 61 anos.

As regiões mais afetadas, segundo o órgão, são a metropolitana de Lisboa e a do Vale do Tejo.

Hoje, a DGS indicou que está trabalhando para a criação de uma “reserva nacional de vacinas” e que avalia a possibilidade de aplicar doses em todos os “contatos de casos confirmados e profissionais de saúde” contra a varíola.

O órgão indica que todos os casos identificados “seguem sendo mantidos em acompanhamento público e estão estáveis e em leitos comuns”.

A varíola do macaco, do gênero Ortopoxvirus é uma doença contagiosa rara, com transmissão através do contato com animais ou pessoas infectadas ou com materiais contaminados. 

Deixe um comentário